Expandir Player
Mostrando postagens com marcador wally. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador wally. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Wally - Wally [1974] - United Kingdom / Reino Unido


Trata- se um álbum pouco comum, o que esse álbum homônimo da banda Wally mais tem de diferente, é tratar-se de um progressivo country. não é comum. O outro aspecto peculiar deste disco é que a música de abertura é um progressivo clássico, belíssimo e de modo algum retrata o que virá a ser o resto do disco. Dai, lembro-me aqueles caras que compravam discos ouvindo só a primeira faixa, neste aqui esta pessoa iria se arrepender. Por isso Neil Young, já dizia: a primeira música de um um CD é tão importante quanto o próprio CD! Mas e o restante do tal progressivo country? Resposta: É delicioso de ouvir, principalmente se você aprecia Crosby, Stills, Nash & Young. O violino predomina e os vocais são muito bons e honram o gênero. Mas vamos a mais surpresas. Rick Wakeman, ele mesmo, foi quem co-produziu este trabalho, em parceria com Bob Harris, que descobriu a banda que havia surgido na Melody Maker, pela primeira vez, competindo para tocar no Roadhouse em 1972. Ele gostou das composições de Roy Webber e continuou o trabalho com esta banda produzindo seu segundo disco chamado "Wally Gardens", de 1976. A banda acabou e Pete Cosker morreu poucos dias depois. Mas pra surpresa de muitos, a banda lançou mais um Álbum no ano de 2010 chamado "Montpellier". Acredito que para pesquisadores do gênero progressivo pelo menos uma audição deste trabalho seja aconselhável uma vez que este tipo de associação não é habitual no gênero progressivo, embora o Kansas tenha incursões "sulistas" e outros, mas não quer dizer que sejam country. 

"The Martyr" é uma faixa muito descontraída faixa (como são a maioria das faixas do álbum), possui uma parte muito agradável de violino que lembra alguns dos momentos mais suaves do KANSAS.

A segunda faixa é "I Just Wanna Be A Cowboy". Apesar do título, a música realmente não é tão ruim assim. É uma música agradável que combina algum sons Country com sensibilidades Folk inglesas populares criando uma mistura interessante. Seu valor como uma faixa prog é extremamente discutível, no entanto.

"What to Do" é a próxima, uma faixa que soa um tanto deprimenente lenta, mas a combinação de sons Country e mentalidade Prog é usado para seu melhor efeito aqui, não há ginástica instrumentais aqui, mas é bem organizada e o ambiente resultante é muito bom.

"Sunday Walking Lady" é a música mais curta do álbum, e  poderia ter se encaixado perfeitamente no primeiro disco de Crosby, Stills, Nash, como as harmonias vocais soam muito semelhantes. Não é definitivamente Prog.

"To The Urban Man" é o épico obrigatório. É bastante agradável, mas dá pra se perguntar se realmente deveria ter mais de 10 minutos?

"Your Own Way" fecha o álbum fora de forma foneticamente agradável mas facilmente esquecível. Tem um, descontraído solo de guitarra razoável no fim.


No geral, este é um álbum interessante, mas nada mais do que isso. Não há nenhuma música realmente terrível, mas também não há realmente nenhuma que não se classifique como apenas "decente". A fusão de influências, porém,  torna este álbum charmoso o suficiente para justificar uma escuta ou duas.

Resenha por
Esquina do Rock


Tracks:
1. The Martyr [Written-By – Gerrett*] - 7:50
2. I Just Wanna Be A Cowboy [Written-By – Webber*] - 3:55
3. What To Do [Written-By – Webber*] - 6:50
4. Sunday Walking Lady [Written-By – Webber*] - 2:30
5. To The Urban Man [Written-By – Slade*, Webber*] - 13:35
6. Your Own Way [Arranged By [Strings] – Bob Harris (3), Rick Wakeman
Written-By – Craig*, Webber* ] - 5:30

Musicians:
- Pete Cosker / Electric and acoustic guitars, vocals, bass guitar
- Paul Gerrett / Fender Rhodes, harmonium, grand piano, harpischord, Mellotron, hammond organ, vocals
- Paul Middleton / Steel guitar, bass guitar)
- Roger Narraway (percussion)
- Pete Sage / Electric violin, bass guitar, mandolin)
- Roy Webber / lead vocals, acoustic guitar

Format: flac (tracks + cue) = 267 mb = Torrent
Format: flac (tracks) = 271 mb = Mega / pass = makina
Format: mp3 (320 kbps) = 119 mb = Mega / pass = makina

Pesquisar este blog

WORLD