Expandir Player
Mostrando postagens com marcador novalis. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador novalis. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Novalis - Flossenengel [1979] - Germany / Alemanha


Esse é o sexto álbum de estúdio do NOVALIS. A capa é belíssima e mostra uma baleia "espirrando" uma onda em direção à cidade. É uma ilustração muito feliz e juvenil. "Flossenengel" foi lançado em 1979, e os músicos que participaram foram Hartwig Biereichel (bateria, percussão), Detlef Job (guitarra), Fred Mühlböck (vocais, guitarra), Lutz Rahn (teclados) e Heino Schünzel (baixo).

Não está presente mais aqui a sonoridade sinfônica que caracterizou tão bem seus trabalhos anteriores e que os colocaram entre as bandas top da Alemanha. É um disco tão bom quanto "Brandung", mas este disco é um pouco mais longo. O trabalho de teclado de Rahn está muito bom, especialmente no uso de seu órgão hammond, que é bastante ousado. Biereichel executa ótimas partes de percussão, e Mühlbock está impecável em suas partes vocais.

O álbum começa com "Atlanto", uma melodia melancólica e bonita e isso desde o início faz-nos familiarizados com som luxuoso da banda. Em seguida, "Im Brunnen der Erde" tem um texto romântico e dá ao ouvinte um clima poderoso. Em "Brennende Freiheit" e "Em netz" a música é muito mais calma e suave. "Flossenengel" é uma peça harmônica com um doce vocal incluindo ótimos falsetes. As peças restantes são também boas e vale a pena ouvir. Podemos encontar um certo sabor Heavy-Rock em algumas faixas como em ''Sklavenzoo'' e  ''Alle Wollen Leben'' e também ótimo brilho instrumental como em "Walzer" curta e sinfônica.''. 

Este é um registro que parece ser subestimado por ser o segundo em que a banda enfatiza em temas mais curtos, simples e de fácil assimilação.


Tracks:
1. Atlanto (5:12) 
2. Im Brunnen der Erde (4:28) 
3. Brennende Freiheit (2:20) 
4. Im Netz (8:38) 
5. Flossenngel (3:26) 
6. Walzer für einen verlorenen Traum (3:27) 
7. Sklavenzoo (6:00) 
8. Alle wollen leben (4:45) 
9. Rückkehr (6:00) 
10. Ob Tier, ob Mensch, ob Baum (1:50)
Time: 46:06

Musicians:
- Hartwig Biereichel / drums, percussion
- Detlef Job / guitars, vocals 
- Fred Mühlböck / guitars, vocals
- Lutz Rahn / keyboards 
- Heino Schünzel / bass, vocals 
Rale Oberpichler

Format: wav pack (image + cue ) = 368 mb = filepost / depositfiles
Format: mp3 (320 kbps) = 183 mb = filepost / depositfiles

domingo, 29 de junho de 2014

Novalis - Vielleicht Bist Du Ein Clown? [1978] - Germany / Alemanha


Para alguns críticos e fãs esse álbum representa o começo do fim do estilo que colocou a banda no patamar de uma das mais criativas e originais bandas de Prog Sinfônico da Europa. Isso já estaria acontecendo no seu álbum anterior apesar de possuir pérolas incontestáveis como "Astralis", por exemplo.

"Der Geigenspieler" é uma composição maravilhosa de Detlef Job habilmente trabalhada em torno violão, Mellotron e string-synth, este é facilmente um dos melhores momentos do Novalis. Job e Muhlbock cantam em seções alternadas, versos pensativos e tranquilos de Job que contrastam lindamente com refrões resolutos otimistas do Muhlbock. Os poucos minutos finais de "Der Geigenspieler' encontram Lutz Rahn merecendo um elogio especial para o seu soberbo trabalho de Hammond. 

O instrumental "Zingaresca" soa um pouco como CAMEL; e pode-se até ouvir um pouco de Santana graças a congas do percussionista convidado Tommy Goldschmidt.

 Job toca guitarra slide em "Manchmal fällt Der Regen Eben Lang", que de outra forma é uma canção pop cativante nos moldes do "Irgendwo, Irgendwahn" de "Brandung".

"Vielleicht Bin Ich Ein Clown" é uma composição de Lutz Rahn, e possui um refrão marcante com Job demonstrando seus dotes vocais melódicos;

"City-Nord", é liderada pelo sintetizador e uma das melhores do disco. 

O álbum também fecha fortemente com "Die Welt Wird Alt Und Wieder Jung", uma balada introspectiva que possui apenas piano e Mellotron (violoncelo e cordas) de acompanhamento.  

O álbum realmente não é tão ruim de um modo geral. Por causa de algumas faixas em particular, mostram que ainda poderiam produzir uma música progressiva bonita, madura. No entanto, o resto do material aqui é algo como um saco misturado.


Tracks:
1. Der Geigenspieler (Job) (8:15) 
2. Zingaresca (Mühlböck) (5:12) 
3. Manchmal fällt der Regen eben lang (Mühlböck) (3:50) 
4. Vielleicht bin Ich ein Clown? (Rahn - Mühlböck) (6:22) 
5. City-Nord (Rahn) (6:07) 
6. Die Welt wird alt und wieder jung (Original text by Friedrich Schiller, adapted by F. Mühlböck) (4:30)
Total Time: 34:16

Musicians:
- Hartwig Biereichel / drums, kettle drum, percussion
- Detlef Job / acoustic, electric & slide guitars, vocals
- Fred Mühlböck / vocals, acoustic & electric guitars, flute
- Lutz Rahn / Hammond H100 organ, acoustic & electric pianos, strings, Mellotron, PPG synth, clavinet
- Heino Schünzel / bass, vocals 
 +
- Tommy Goldschmidt / percussion (1-2) 
- Walter Quintus / violin (1)

Format: mp3 (320 kbps) = 80 mb = Mega
Format: flac (tracks + cue) = 280 mb = Mega

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Novalis - Konzerte [1977/2008] [REMASTERED WITH BONUS TRACKS] - Germany / Alemanha


NOVALIS foi uma excelente banda de prog sinfônico alemã muitas vezes enquadrada como "Krautrock" mas na verdade ficou muito mais perto de ícones como YES e GENESIS, tanto em som como em estilo. Eles produziram  álbuns "banhados" pelos teclados durante este tempo, incluindo a sua liberação clássica auto-intitulada "NOVALIS" e o etéreo álbum seguinte, "Sommeraband", antes de prosseguir gradualmente para um som um pouco mais comercial acompanhando a década que avançava. No entanto, para os shows de 1977, a partir dos quais este álbum duplo ao vivo se refere, o grupo passou por uma abordagem rock sinfônica totalmente caracterizada por sintetizadores e teclados snazzy ricamente texturizados que mostraram o que era a proposta da banda. O destaque indiscutível desse disco é a faixa "Sommeraband", majestosa, grandiosa, magnificamente representada aqui com o vocal inspiradíssimo de Fred Mulbock tocada em toda a sua gloriosa beleza de quatro partes, encerrando um desempenho notável  de um grupo que se encontrava no auge de seus poderes. A reedição em CD digipak apresenta um extra de quinze minutos que inclui o hino synth-rocker "Astralis" do subestimado álbum do grupo "Brandung", uma adição digna de nota, encerrando o que é essencialmente é o lançamento NOVALIS definitivo. Impressionante!!!

Release / Label:
Brain ‎– 5313075, Revisited Rec. ‎– SPV 306032 CD - Germany, 2008

Tracks:
1. Bolero (Ravel) (0:51) 
2. Dronsz (Rahn) (2:41) 
3. Es färbt sich die Wiese grün (Karges/Karges) (9:04) 
4. Impressionen (Rahn) (10:00) 
5. Wer Schmetterlinge lachen hört (Rahn/Karges) (9:14) 
6. Wunderschätze (Job/Originaltext von Novalis um 1798, lyrics adapted by D. Job) (11:33) 
7. Sommerabend (Job/Rahn/Reihel): (19:19) 
...a) Wetterleuchten 
...b) Am Strand 
...c) Der Traum 
...d) Ein neuer Tag 
...e) Ins Licht
Bonus tracks: 
8. Wenn nicht mehr Zahlen und Figuren (Mühlböck/Novalis, lyrics adapted by F. Mühlböck) (3:07)
9. Astralis (Mühlböck/Novalis, lyrics adapted by F. Mühlböck) (8:58)
10. Irgendwo, Irgendwan (D. Job/D. Job) (4:28)
Total Time: 79:36

Note: Tracks 8-10 (recorded live at the Winterhuder Fährhaus in December 1978)

Musicians:
- Hartwig Biereichel / drums, gongs 
- Detlef Job / electric guitar, vocals 
- Fred Mühlböck / vocals, acoustic & electric guitars, flute
- Lutz Rahn / Hammond H100 organ, PPG synth, Mellotron, electric piano, clavinet, Solina strings
- Heino Schünzel / bass, vocals

Format: wav pack (image + cue) = 613 mb = part 1 / part 2 / part 3

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Novalis - Brandung [1977] - Germany / Alemanha


Na época de seu quarto álbum de estúdio, "Brandung" (1977), NOVALIS tinha adicionado um novo vocalista Fred Muhlbock. Além de cantar, Muhlbock também tocou violão e acrescentou uma flauta muito bem-vinda a paleta sonora da banda. Para alguns, este álbum representa NOVALIS no ápice de sua carreira. É notória a visão dos críticos sobre a banda estar adotando uma abordagem mais comercial, e de ter em grande parte descartado o som pastoral que caracterizou seus dois álbuns anteriores. O nome de Muhlbock aparece com destaque entre os créditos das letras, então ele deve ter tido uma grande influência nesta mudança de direção, provavelmente.

NOVALIS dá novas cores em sua orquestração em "Irgendwo, Irgendwahn", mantendo apenas um mellotron bem colocado contrastando com um refreão claramente comercial. 

"Wenn Nicht Mehr Zahlen Und Figuren" é mais nos moldes "NOVALIS tradicional", sendo uma balada tranquila com violão e piano elétrico. 

Em seguida surge os 9 minutos de "Astralis", com letras que talvez sejam inspiradas pelo escritor homônimo da banda. Um destaque do álbum, com vocais magníficos, melodias memoráveis ​​e desenvolvimento instrumental interessante. Esta canção também possui Lutz Rahn tocando teclados clavinet magnificamente. 

"Sonnenwende" é um conjunto multi-partes com quatro faixas distintas, sendo a primeira "Brandung" instrumental. Caracteriza-se por uma ótima interação entre a flauta de Muhlbock, soando muito parecido com um Mellotron-flauta e a guitarra de Detlef Job. Possui um estilo hipnótico que se destaca, embora se torne um meio-funk logo após com um pouco mais de clavinet. A segunda parte, "Feuer Bricht In Die Zeit", continua no modo mainstrean, mas as duas partes finais estão mais de acordo com as tendências pastorais da banda. "Sonnenfinsternis" é uma balada contemplativa com flauta e Hammond interagindo. "Dammerung" continua na mesma linha com sintetizador apoiado pelo piano acústico e guitarra, enquanto o fervoroso vocal de Muhlbock traz um clímax dramático e melodioso.


Tracks:
1. Irgendwo, Irgendwahn (4:35)
2. Wenn nicht mehr zahlen und figuren (3:03)
3. Astralis (8:50)
4. Sonnenwende: (16:56)
a) Brandung (3:42)
b) Feuer bricht in die Zeit (3:56)
c) Sonnenfinsternis (3:30)
d) Dämmerung (5:48)

Total Time: 33:24

Musicians:
- Hartwig Biereichel / drums, percussion
- Detlef Job / guitars, vocals
- Fred Mühlböck / vocals, acoustic guitar, flute
- Lutz Rahn / Hammond organ, clavinet, PPG-synth, Mellotron, acoustic & electric pianos, strings
- Heino Schünzel / bass, vocals

Format: mp3 (320 kbps) = 80 mb = Yandex / depositfiles
Format: ape (image + cue) = 199 mb = Mega

Novalis - Sommerabend [1976] - Germany / Alemanha


Este álbum apenas segue o caminho percorrido por seu antecessor auto-intitulado "Novalis". Carlos Karges, o segundo guitarrista deixou a banda gravando apenas um álbum, mas ouvindo "Sommerabend" (Summer Evening), não dá pra notar tanto a diferença pois Detlef Job está fazendo um grande trabalho. Além disso, essa é a banda do tecladista Lutz Rahn de qualquer maneira! Comparações do seu trabalho mais próximas podem ser feitas em relação a PINK FLOYD e ELOY do mesmo período (graças à atmosfera "estilo excêntrica" e "profunda"). 

Existem apenas três faixas: duas, que dividem o lado 1 e uma longa suíte no segundo lado do então LP.

As primeiras 2 faixas mantem a dinâmica do LP anterior. Músicas Majestosas, instrumentações prodigiosas e de muito bom gosto. São elas:

"Aufbruch" (9:37), uma abertura instrumental longa, bastante energética, onde todos os ingredientes são instantaneamente misturados para formar uma melodia de bom gosto poderoso o suficiente para levá-lo para uma viagem "romântica". A presença do teclado forte de Lutz Rahn é a principal responsável por algumas sensações hipnotizantes com string synth em sua maior parte, de bom gosto com Hammond Organ e arpejos de Electric-piano/Mini-Moog em relação aos solos de sintetizador pesado em outros lugares do álbum e a proeficiente guitarra de Detlef Job. A seção rítmica é competente o suficiente para servir como uma base sólida para os solistas acima mencionados. As composições aqui não são particularmente complexas, mas certamente de bom gosto.

O mesmo acontece com a segunda faixa, "Wunderschätze (Originaltext von Novalis um 1798)" (10:37), é construída em torno de uma melodia bastante "Floydiana", que constrói momentos extremamente doces. As letras são tiradas do filósofo alemão Freidrich von Hardenberg, e é uma faixa maravilhosa. O guitarrista Detlef Job canta lindamente, assim como o baixista Heino Schünzel. Duas gemas absolutas que todos os amantes de Prog-Rock devem ouvir.

O Lado 2 é absorvido totalmente pela inebriante faixa-título-suíte, "Sommerabend", passando por todos os movimentos certos, abrangendo tudo o que era "utilizável" dentro da categoria Symphonic Rock da época, basicamente com o mesmo som que o lado 1, mas tudo incorporado em uma composição estendida, que viaja impecavelmente, transportando o ouvinte para um mundo de sonhos e beleza. Dentro de sua duração, 18:17, o fluxo só é quebrado por uma seção de com alguns vocais reunidos. As seções acústica de guitarra são muito inspiradas. Fantástico registro!


Tracks:
1. Aufbruch (9:37) 
2. Wunderschätze (Originaltext von Novalis um 1798) (10:37) 
3. Sommerabend (18:17) 
a) Wetterleuchten (3:50) 
b) Am Strand (4:20) 
c) Der Traum (3:50) 
d) Ein neuer Tag (4:25) 
e) Ins Licht (1:52)
Total Time: 38:31

Musicians:
- Hartwig Biereichel / drums
- Detlef Job / guitars, vocals 
- Lutz Rahn / keyboards 
- Heino Schünzel / bass, vocals

Format: wav (tracks, no cue) = 260 mb = Yandex / pass = progsounds
Format: mp3 (320 kbps) = 84 mb = Narod

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Novalis - Novalis [1975] - Germany / Alemanha


O futuro da NOVALIS  não parecia muito promissor após o seu debut. Uma extensa turnê na Alemanha e no exterior foi demais para o cantor Jurgen Wenzel e as gravações de segundo álbum foram abandonadas. Dois anos mais tarde, Achim Reichel redescobriu NOVALIS com uma diferente line-up incluindo dois guitarristas, Detlef Job e o ex-TOMORROW GIFT Carlo Karges. Reichel ajudou o novo início do NOVALIS com o selo Brain Records e um segundo trabalho com a presença de Heino Schünzel cuidando dos vocais, além de tocar o baixo. Lançado em 1975, foi simplesmente intitulado "Novalis" para notificar o novo começo da banda.

O agora quinteto NOVALIS mantem em abundância dos elementos do estilo anterior, mas a presença dos dois guitarristas fez soar mais rico e mais flexível. Este é ainda é mais sinfonicamente orientado orientado por teclado, mais sintetizadores são usados ​​constantemente em detrimento do Hammond órgão, enquanto há suficientes linhas de guitarra melódicas para oferecer uma nova cor. Eventualmente a banda soa muito parecida com os primeiros trabalhos de SCHICKE, FUHRS & FROHLING. Os fãs de seu álbum de estréia não irão se decepcionar com o álbum, que contém uma abundância de temas de influência clássica pelo órgão de Lutz Rahn e seus sintetizadores utilizados em uma nova direção.

Há também alguma coisa de texturas experimentais "Kraut" hipnóticas "encharcadas" de sintetizadores e prelúdios ou pelas guitarras marcantes do trabalho com o duo Karges/Rahn embora sempre apareça um sentimento romântico em geral, que dominou "Banished Bridge", através de seu trabalho com teclados.

As músicas:

1 - Sonnengeflecht (04:06)
Esta é uma peça curta, instrumental mas muito variada com altos vôos de sintetizador, com uma pausa surpreendente com a guitarra solada maravilhosamente e um piano delicado e, finalmente, um som balançando incluindo o clavinet bem colocado;

2 - Wer Schmetterlinge lachen Hort (9:16)
Nesta composição o clima muda de um ritmo lento, com órgão mellow para uma seção de ritmo de propulsão com a guitarra elétrica "rasgando" e ondas de órgãos poderosos. Na metade da música desacelera e entra em um ritmo pesado: órgão e vocais agudos femininos, em seguida, uma seção de Mellotron, culminando em uma explosão bombástica sensacional com guitarra. Em seguida, um ritmo staccato, um órgão exuberante e  guitarra, seguido por uma espécie de prog'n'roll, muito dinâmico, com órgão poderoso e guitarra. A parte final contém uma bateria militar (em marcha) e acordes do órgão da igreja bombásticos, impressionantes!

3 - Dronsz (04:53)
Outra faixa instrumental curta, o clima é baseado no trabalho de teclado atmosférico e soa um pouco hipnotizante. No meio do caminho vôos lentos de sintetizador entram e tudo se torna mais bombástico com ondas de órgãos maravilhosos, o fim é muito repentino.

4 - Impressionen (8:55)
Esta composição é baseada em um tema de ANTON BRUCKNER'S: "Quinta Sinfonia". Ela começa com um som de órgão Hammond subindo e batidas lentas, então o clima muda de suave para mais bombástico com um som exuberante e uma guitarra elétrica (com um espetacular wah-wah), muito bom!. A parte final contém ondas de órgãos de igreja novamente impressionantes.

5 - Es färbte sich morrer Wiese Grün (Originaltext von Novalis hum 1798) (8:16)
A primeira parte é como um clima de sonho com vocais românticos, ondas de órgãos suaves e lentas,sensíveis guitarras elétricas e um som pomposo com vôos de sintetizador. Em seguida, uma ruptura com um pouco de guitarra bluesy, clavinet oscilante e um solo de órgão curto, mas espetacularmente distorcido. O clima passa aos poucos para um ar mais bombástico com ardentes guitarras e bateria dinâmica. Uma excitante mistura de sinfônica e rock!

Muito interessante Symphonic Rock alemão, não uma obra-prima pura, mas, um álbum com belos e bem trabalhados acordes, altamente recomendável.


Tracks:
1. Sonnengeflecht (4:06) 
2. Wer Schmetterlinge lachen Hört (9:16) 
3. Dronsz (4:53) 
4. Impressionen (nach Themen der 5 Symphonie von Anton Bruckner (8:55) 
5. Es färbte sich die Wiese grün (Originaltext von Novalis um 1798) (8:16)
Total Time: 35:26

Musicians:
- Hartwig Biereichel / drums 
- Detlef Job / guitar
- Carlo Karges / guitar, keyboards 
- Lutz Rahn / keyboards
- Heino Schünzel / bass, vocals

Format: flac (image + cue) = 249 mb = depositfiles
Format: mp3 (320 kbps) = 84 mb = Narod

Novalis - Banished Bridge [1973] - Germany / Alemanha


Este é o primeiro álbum da banda alemã proveniente de Hamburgo, que não têm nada a ver com o Krautrock experimental; não há nada de estranho ou exótico em sua música, o que fazem é apenas tocar música bonita. Se você quer saber o que é rock sinfônico romântico com arranjos luxuosos, trata-se de NOVALIS !!! 

O "motor" por trás do som NOVALIS é o magnífico órgão de Lutz Rahn, que não está aqui para mostrar suas habilidades; não há longos solos de 5 minutos em lugar nenhum. Ele apenas tenta tocar a nota certa no lugar certo criando camadas exuberantes de atmosferas pastorais ao longo de suas canções. A beleza é uma palavra que você pode usar para descrever a sua música. Eles estão se esforçando para chegar a algo majestoso, e muitas vezes eles fazem isso com sucesso!

Se você gosta de início do GENESIS ou álbuns como "Hamburger Concerto" do FOCUS, esta é a banda para você! "Banished Bridge" é o seu primeiro e único álbum em Inglês. Depois disso, eles seriam revertidos ao seu alemão nativo ... com grande sucesso. 

O disco abre com a suite auto-intitulada, um épico "atmosférico" de  17 minutos com um "monte" de maravilhosos sons de órgão, um violão suave, lembra um pouco o que o JANE estava fazendo na mesma época, como algumas influências remotas de PINK FLOYD. Vocal feminino no final; um momento lindo absoluto.

"High Evolution" é a peça mais direta e a mais curta, com uma melodia limpa, coro jubiloso e um órgão de igreja estupendo.

O lado 2 é um pouco mais de "rock", como em "Laughing" e "Inside From Me" que soa muito energético em comparação com a faixa anterior, mas que ainda são muito boas embora não seja uma marca na música de NOVALIS.

O som como eu disse é limitado aos teclados ajudados por uma seção de muito bom ritmo; nada de Keith Emerson ou Jurgen Fritz aqui, apenas um órgão maravilhoso criando maravilhosamente uma música linda. 

Para o próximo álbum, não um, mas dois guitarristas irão juntar-se à banda para uma obra-prima total: o disco auto-intitulado: "Novalis".




Tracks:
1. Banished bridge (17:06) 
2. High evolution (4:27) 
3. Laughing (9:10) 
4. Inside of me (inside of you) (6:40)
Total Time: 37:23

Musicians:
- Hartwig Biereichel / drums, percussion 
- Lutz Rahn / organ, mellotron, piano, synthesizers 
- Heino Schünzel / bass
- Jürgen Wenzel / vocals, acoustic guitar

Format: flac (image + cue) =  259 mb = depositfiles (part 1) / depositfiles (part 2) / depositfiles (part 3) / pass = progsounds

Format: mp3 (320 kbps) = 87 mb = Narod

Pesquisar este blog

WORLD