Expandir Player
Mostrando postagens com marcador neuchwanstein. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador neuchwanstein. Mostrar todas as postagens

sábado, 10 de maio de 2014

Neuschwanstein - Battlement [1979] - Germany / Alemanha


Este é um daqueles discos fácil de se apaixonar na primeira audição. Eu pelo menos, considero estar entre os melhores álbuns da Alemanha. Há, porém, um ponto importante que precisa ser levado em conta. Há inúmeros momentos ao longo de "Battlement" que são derivados do clássico GENESIS (e mesmo que seja um álbum do final dos anos 70 possui um monte de marcas e características do som que viria a ser conhecido como Neo-Prog e, assim, faz lembrar de MARILLION, que, claro, viria anos mais tarde).  Se você é um daqueles que se ressente de bandas "clone", você não vai ser capaz de lidar com o uso liberal de influências "GENESIanas" por NEUSCHANSTEIN, no entanto o uso de sintetizadores somente já tornam esta uma banda uma que vale a pena ouvir pelos seus próprios méritos.

Apesar da referência (nobre por sinal), o grupo lançou apenas dois discos, em 1979, este chamado "Battlement", e um anterior lançado em 1976, "Alice In Wonderland", com uma sonoridade bem diferente e bem menos "GENEsiana".

"Battlement" é um primor do início ao fim. Tocado de forma esplendida, o disco tem 7 canções, todas de grande qualidade. Nenhum instrumento em particular se destaca, pois a força do disco está justamente no seu conjunto.

Para quem não conhece, pode acreditar, "Battlement" é um dos maiores momentos do rock progressivo de todos os tempos, pena que talvez no lugar e na hora errada, afinal 1979 não era um grande momento para o estilo... 

A peça de abertura "Loafer Jack" demonstra o vocalista escolhendo um monte de melodias a la Peter Gabriel, mas é o trabalho de teclado que realmente brilha com alguns adoráveis toques melódicos. 

"Ice with Dwale", com sua flauta e introdução de guitarra acústica, lembra o GENESIS mais pastoral no seu álbum "Trespass". Também contém um piano delicado, um grande solo de guitarra e o solo de flauta que se segue é resplandecente. Liricamente também este álbum conceitual está muito longe de ser fraco.

Após o acidente estrondoso da introdução de "Intruders And The Punishment" vem um segmento que vai lembrar os fãs de uma passagem da clássica "The Cinema Show", e aqui vocais apaixonados em cima de ritmos staccato novamente assemelham-se integralmente a Peter Gabriel, no momento em que os teclados e guitarra se tornam "agressivos" é um dos meus favoritos segmentos de todo o álbum e o solo de teclado longo que segue irá lembrá qualquer ouvinte casual de Tony Banks.

"Beyond The Bugle" é provavelmente a minha parte favorita, chegando a tirar lágrimas. de tão sensível e emocionante. Possui uma introdução melancólica com flauta esvoaçante, uma seção vocal animada e uma seção de batalha de fogo gloriosa que começa em torno da marca de quatro minutos. É excelente, e soa realmente original também. A ousadia de solo de fechamento com sintetizador é simplesmente a cereja no topo do bolo.

"Battlement" tem uma seção instrumental de abertura de quatro minutos de alto nível. Há um tema vagamente árabe que continua aparecendo de vez em quando. Em seguida, um segmento vocal ambiente assume antes da erupção soberbo teclado.

"Midsummer Day", inédita e disponível como faixa bônus no relançamento em CD pela Musea Records, .é uma outra peça atmosférica que apresenta uma parte vocal encantadora. Belíssimas harmonias de flauta e um solo de teclado sobre o segmento de guitarra acústica de alta energia. 

A peça instrumental de encerramento "Zartlicher Abschied" é adequadamente "pós-guerra", dominada pela grandioso violão e flauta com uma entrada tardia dos gloriosos teclados. Ela demonstra ser outro destaque de um álbum fantástico.

Quem ama o som do clássico GENESIS será capaz de perdoar tantas semelhanças e clonagens harmônicas pois esse trabalho pode ser encarado com uma homenagem ao estilo da banda que já não existia mais devido a mudança radical após a saída de Peter Gabriel e posteriormente Steve HAckkett em 1977. Esse álbum vale como consolo a essas duas perdas.


Release / Label:
Musea ‎– FGBG 4063.AR, France, 1992

Tracks:
1. Loafer Jack (4:42) 
2. Ice with Dwale (6:21) 
3. Intruders and the Punishment (7:34) 
4. Beyond the Bugle (7:31) 
5. Battlement (7:05) 
6. Midsummer day (7:42) *Bonus track on cd release
7. Zärtlicher Abschied (5:42) 
Total Time: 46:37

Musicians:
- Frédéric Joos / vocals, Acoustic Guitars
- Thomas Neuroth / keyboards
- Klaus Mayer / flutes, synthesizers
- Roger Weiler / guitars
- Rainer Zimmer / bass, vocals on `Battlement´
- Hans-Peter Schwarz / drums (except on ´Loafer jack`)

Guest musician: 
- Hermann Rarebell / drums on `Loafer Jack´.

Format: flac (tracks + cue) = 356 mb = Torrent

Neuschwanstein - Alice in Wonderland [1976] - Germany / Alemanha


Este disco é progressivo alemão do final dos anos setenta. Muito Instrumental com violão, flauta, cravo, e uma variedade de teclados todos juntos para montar um cenário extremamente rico e belo musicalmente, com alguns temas absolutamente lindos. A música é melódica, com arranjos detalhados e orquestração bastante interessante. O vocalista soa como Peter Gabriel. O som pode ser descrito como: ELOY no período de "Planets" ou do "Moonmadness" do CAMEL , com uma pitada de MAQUIAVEL. A reedição em CD de um real "must", o mítico disco de músicos desconhecidos e que na época era muito falado mas poucos tinham realmente escutado aqui em "Terras Brasilis".


Tracks:
1. Theme of Alice - The flower meadow - The white rabbit (1:17)
2. The gate to Wonderland (2:13)
3. Pond of tears (2:45)
4. he conference of the princess - Old Father's song -Duchess' lullaby (8:31)
5. Five-O'Clock-Tea (6:49)
6. The marching of the queen - Palace of Wonderland (12:04)
7. The court of the animals (5:01)
8. Alice's return (2:04)
Total Time: 40:44

Musicians:
- Thomas Neuroth / keyboards
- Klaus Mayer / flute, synthesizer
- Roger Weiler / guitars
- Frederic Joos / lead vocals, acoustic guitar
- Rainer Zimmer / bass, vocal
- Hans-Peter Schwarz / drums
- Hermann Rarebell (ex-The Scorpions) / drums

Format: flac (cue + log) = 338 mb = Depositfiles / pass = progsounds
Format: flac (image + cue) = 329 mb = Torrent

Pesquisar este blog

WORLD