Mostrando postagens com marcador imán. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador imán. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Imán - Camiño Del Aguilla [1980] - Spain / Espanha


O quarteto de Prog-Rock Espanhol Imán Califato Independiente tem suas origens em uma convenção, dadas pelo guru de meditação Maja-raj-ji, em meados dos anos setenta. Como hippies genuínos, os músicos viveram juntos em uma casa em El Puerto De Sta. Maria e, vierm a fundar a banda Iman e em 78 e lançaram seu primeiro disco auto-intitulado nesse mesmo ano. Dois anos mais tarde seguiu-se o lançamento do seu segundo álbum entitulado "Camino Del Aguila" composto por 4 faixas. 

Esse registro possui muito mais inspiração e segue a mesma linha do antecessor - Flamenco orientado ao Progressivo Sinfônico, com muitas influências de Camel, era Genesis de 1976 à 1978 e a banda Return To Forever. O conjunto instrumental trabalha com fluidez de uma maneira bem oleada, e o nível de desempenho é excelente e cheio de finesse. Um novo baixista entrou na banda, Urabno Moraes (do Uruguai), que proporciona um som de destaque no seu instrumento, não restringindo-a a um mero complemento da bateria de Guerrero, mas também deixa-o vir à tona, às vezes, a fim de fornecer adicional melódico como um contraponto à guitarra e solos de sintetizador. Os restantes membros originais mantem-se fiéis aos seus próprios estilos: Guerrero e Mantero exibem suas sensibilidades jazzy, enquanto o guitarrista Rodriguez recicla suas influências (principalmente Hackett e Latimer, mas também algumas texturas Frippianas também) com cores Flamencas. 

1. "La marcha de los enanitos" (10:30): O álbum abre com um ritmo mid-tempo entregando forte interação com um tom Mourisco entre guitarra e sintetizador e percussão propulsiva. Em seguida, uma emocionante clima sensual para um ambiente mais dinâmico com gradual trabalho de sintetizador e guitarra, apoiado por um sólido seqüência de todo o conjunto exuberante, mostrando uma mistura dinâmica de Prog Andaluz e Jazz Rock!

2. "Maluquinha" (06:29): Em um ritmo balançando mais uma vez podemos desfrutar de uma sonoridade Andaluz, acompanhada por uma percussão emocionante e um solo de sintetizador fluente.

3. "Camino del Aguila" (14:00): A faixa-título soa muito alternada com uma secção de ritmo impressionante, grande interação entre guitarra e sintetizador (como Iceberg) e um monte de idéias musicais interessantes, a partir de um uivo, Morish inspirado solo de guitarra e um ritmo cativante com forte interacção entre todos os músicos. A guitarra vem na veia de Steve Howe em "Relayer" e um solo de sintetizador bem chamativo.

4. "Niños" (03:05): É uma maravilhosa peça sonhadora bastante melancólica, primeiro com teclados Spacey, depois guitarra espanhola e vocais quentes, então sensíveis arranjos de violão clássico, voos lentos de sintetizador e um som de cordas exuberante, este é o lado melodramático da banda.

Iman oferece uma fusão muito emocionante de Prog Andaluz e Jazz-Rock, altamente recomendado!


Tracks:
1. La marcha de los enanitos (10:30)
2. Maluquinha (6:29)
3. Camino del aguila (14:00)
4. Niños (3:05)
Time: 34:04

Musicians:
- Kiko Guerrero / drums, percussion
- Marcos Mantero / keyboards
- Urbano Moraes / bass, percussion, chorus
- Manuel Rodriguez / vocals, guitars
+
 Ruben Dantas / percussion (2)
- Dierdre Fallon / chorus (4)

Format: flac (image + cue) = 201 mb = Mega / pass = makina
Format: mp3 (320 kbps) = 81 mb = Mega / pass = makina

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Imán - Califáto Independiente [1978] - Spain / Espanha


O quarteto Espanhol Imán Califato Independiente tem suas origens em uma convenção, dada pelo guru de meditação Maja-raj-ji, em meados dos anos setenta. Como hippies genuínos, os músicos viveram juntos em uma casa em El Puerto De Sta. Maria e vieram a formar a banda Iman em 1978.

O álbum homônimo foi lançado em 1978 e era composto de 4 músicas. num estilo bem pessoal porém incorporando todos os elementos utilizados pelas bandas Prog espanholas da época.

Faixa 1. Tarantos del Califato Independiente (20:46): Primeiro, um som de conjunto de cordas maravilhoso em uma atmosfera sensual com guitarras elétricas com um forte tom Morish. Então ocorre uma mudança de humores com grande interação guitarra-sintetizador (evocando o grupo ICEBERG) e solos emocionantes de guitarra e sintetizador, uma peça com muita percussão. A parte final oferece um ritmo lento, com um solo de guitarra elétrica bonito e muito sensível, acompanhada por um som seqüência de conjunto exuberante, arrepiante!

Faixa 2. Darshan (8:30): Mais uma vez aquelas cordas maravilhosas, segue uma grande interação entre guitarra e sintetizador com o apoio de uma secção de ritmo muito aventureira. Há um duelo entre guitarra e sintetizador em uma atmosfera cativante que combina Prog Andaluz e Jazz-Rock.

Faixa 3. Cerro Alegre (07:33): A introdução contém uma obra para piano frágil e sensível, guitarra clássica, em seguida, um ritmo oscilante com o piano e guitarra flamenca. Uma guitarra ardente é adicionada apoiada por um poderoso baixo e o cravo suave. Surge então um interlúdio emocionante com um solo de guitarra que soa como o andaluz Carlos Santana (Caravanserai-era) e culmina em um ritmo oscilante, mais uma vez o Prog Andaluz atende ao Jazz-Rock, o que é uma dinâmica musical cativante - ótima experiência!

Faixa 4. Cancion de la Oruga (05:32): Esta é uma bela peça que começa com  guitarra clássica somando-se os teclados e vocais quentes, em seguida, um mid-tempo com sintetizador é executado com um tom Morish e percussão propulsiva.

Esta é uma fusão muito emocionante de Prog Andaluz e Jazz-Rock, altamente recomendado!


Tracks:
1. Tarantos del Califato Independiente (20:46) 
2. Darshan (8:30) 
3. Cerro Alegre (7:33) 
4. Cancion de la Oruga (5:32)
Time: 42:21

Musicians:
- Iñaki Egaña / bass and vocals
- Kiko Guerrero / drums
- Marcos mantero / keyboards
- Manuel Rodrigue / guitar

Format: ape (tracks) = 221 mb = Mega
Format: mp3 (320 kbps) = 98 mb = Mega

Pesquisar este blog

WORLD