Expandir Player
Mostrando postagens com marcador earth and fire. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador earth and fire. Mostrar todas as postagens

sábado, 31 de maio de 2014

Earth and Fire - Song of the Marching Children [1971] [REMASTERED WITH BONUS TRACK] - Netherlands / Holanda


Earth and Fire foi uma banda que teve uma série de canções de sucesso, mas ao mesmo tempo criou uma música progressiva e sinfônica, como a longa suíte lado presente neste disco. Os vocais femininos são muito bons, e o uso "largo" e amplo de mellotron só aumenta o prazer sobre ouvir a banda !

Esse segundo disco abre com "Carnaval Of The Animais", contendo um órgão dirigindo uma melodia cativante com belos vocais que lembram os anos sessenta. 

"Ebtide", possui uma trilha agradável com efeitos de guitarra e flautas.

"Storm and Thunder" abre com órgão de igreja, seguido por ondas de mellotron que continuam como os vocais entrando num ritmo lento. Aos 4 minutos se intensifica com mais inundações de mellotron. Grande canção! O título é tão obscuro quanto a música. Novamente vocais usando um amplo espectro da voz, a música se transforma em uma verdadeira obra-prima.

O instrumental "In the Mountain" é um pouco ingênuo. Ainda assim, o bom trabalho realizado com a guitarra impedira que ele fosse fraca.

A faixa-título: "Song of the Marching Children", de 18 minutos, parece a versão 2.0 de "Storm and Thunder", mais complexa, com mais Mellotrons, temas mais musicais, mais atmosferas e mais extravagância! A introdução é um pouco longa. Uma sinfonia de Mellotrons é usado neste música. É tão forte como um tema principal de um épico pode ser! A banda explora este achado agradável com muita paciência. Esta canção é o destaque da carreira de banda, a razão pela qual será lembrado em qualquer site progressivo Como todos os bons épicos.

Conclusão: Importante album sinfônico, atmosférico desses holandeses. Um grande resultado da descoberta do mellotron. E por último, o destaque de Jerney Kaagman que realmente sabe atuar em boas músicas!

Release / Label:
Polydor ‎– 589 811-2 - Netherlands. 2002

Tracks:
1. Carnival of the animals (2:42) 
2. Ebbtide (3:06) 
3. Storm and thunder (6:25) 
4. In the mountains (3:00) 
5. Song of the marching children (18:20) 
...a) Theme of the marching children - 2:20 
...b) Opening the seal - 1:10 
...c) Childhood - 3:10
...d) Affliction - 1:30
...e) Damnation - 2:53 
...f) Purification - 4:17 
...g) The march - 3:02 
Bonus tracks on Polydor cd release: 
6. Lost forever (2:48) 
7. Invitation (3:50) 
8. Song for the marching children (single version) (4:08)
Total Time: 44:28

Musicians:
- Jerney Kaagman / lead vocals 
- Ton van de Kleij / drums, percussion 
- Chris Koerts / guitar, backing vocals 
- Gerard Koerts / organ, piano, Mellotron, backing vocals 
- Hans Ziech / bass

Format: mp3 (320 kbps) = 105 mb = Yandex / depositfiles / pass = makina

Earth and Fire - Earth and Fire [REMASTERED + BONUS TRACKS] [1970] - Netherlands / Holanda


Um dos melhores álbuns de estreia favoritos da Holanda, o auto-intitulado "Earth and Fire", é um álbum basicamente orientado por riffs pesados, guitarra e órgão dominando com vocais femininos e masculinos.

A banda viria a se tornar uma banda de rock progressivo mais sofisticada e sinfônica, e nesta época apenas mais um conjunto de músicos orientados ao Acid-Rock Psicodélico, como uma versão crocante do Jefferson Airplane, com influências de PINK FLOYD nas atmosferas nebulosas. 

Cada faixa tem um som enérgico e cheio de vitalidade. A vocalista feminina Jerney Kaagman é uma comandante, resistente (enquanto ainda permanecem muito feminina e sexy) e extremamente charmosa e o ponto focal do grupo. 

Há tantas riffs cativantes e toques psicodélicos espalhados entre as faixas, toda cheia de melodias memoráveis ​​e charme bruto.

A partir dos primeiros segundos de "Wild and Exciting", há uma abertura de riffs hard rock e vocais poderosos e ácidos. Jerney dá um "soco" direto na cara! Um abertura melódica que prende a atenção imediatamente com o seu poder, um Rock cativante e viciante cheio de lamentados solos de guitarra!

A otimista "Twilight Dreamer" é vaga e psicodélica, com uma guitarra acústica forte e vocais masculino/feminino, Órgão cintilante adorável.

"Ruby Is The One" parece ser uma espécie de super-sexy hino lésbico. Um  pop-rock com um refrão matador. Não é surpresa que foi escolhido como um single do álbum, feito com um B-Side igualmente impertinente "Mechanical Lover"

"You Know The Way" Começa com vocais masculinos misteriosos, a canção logo deriva em uma balada acústica sonhadora e reflexiva com uma vantagem, o excelente vocal de Jerney. Em certo mmento a guitarra e órgão "caem matando".

O riff pesado de "Vivid Shady Land" é apaixonante, com Groovys de guitarra agressivos e vocais masculinos fortes. A seção intermediária é muito influenciada pela fase final dos anos 60 e início dos 70 do Pink Floyd com um órgão triste e efeitos de guitarra espacial criando uma ruptura muito flutuante no  ambiente. É tudo cheio de energia muito edificante.

Ambas "21st Century Show" and "Seasons" soam como Jefferson Airplane, mais uma vez vocais masculinos efemininos. A guitarra frenética impulsiona um órgão enlouquecedor, bombeando baixo e percussão como um raio antes de um desvio acústico jazzificado no meio com uma flauta maravilhosamente atmosférica. Já "Seasons" tem um som pesado de um pop ácido, com Jerney, flauta e violão juntos. Seu lindo vocal melancólico carrega a música através de uma pensamentos reflexivos.

A suja e sexy de sete minutos "Love Quivers" tem riffs mais robustos, bateria parecendometralhadoras, explosões em coro vocal e duas explosões de órgãos espaciais alucinantes. Os primeiros álbuns de Eloy, Jane e Grobschnitt tem explosões no mesmo molde. Toda a banda tem muitos momentos de destaque. É provavelmente a peça que mais aponta para a direção progressivo sinfônico da banda utilizaria no proximo álbum.

O álbum termina com uma balada linda de acidez acústica "What's Your Name", com vocais masculinos frágeis e flauta suave.

A versão remasterizada em CD tem um monte de faixas bônus fantásticas,  que destacam a sua mudança de psych/ácido/rock para um estilo mais progressivo. "Hazy Paradise", "Mechanical Lover",  e o Mellotron que alimenta todo o ambiente de "Memories".

Release / Label:
Repertoire Records ‎– REP 4318-WY - Germany, 1993

Tracks:
1. Wild and exciting (4:27) 
2. Twilight dreamer (4:16) 
3. Ruby is the one (3:26) 
4. You know the way (3:46) 
5. Vivid shady lady (4:11) 
6. 21st century show (4:14) 
7. Seasons (4:08) 
8. Love quiver (7:36) 
9. What's your name (3:36) 
Bonus Tracks:
10. Mechanical Lover (single B-side,1970) (Chris Koerts) - 2:15
11. Hazy Paradise (single B-side,1970) (Chris Koerts/Hans Ziech) - 3:44
12. Memories (single A-side,1972) (Chris Koerts/Gerard Koerts/Hans Ziech) - 3:19
13. Invitation (single A-side,1971) (Chris Koerts) - 3:46
14. From The End Till The Beginning (single B-side,1972) (Chris Koerts/Gerard Koerts/Hans Ziech) - 4:53
15. Storm And Thunder (single A-side,1971) - 2:45 (Track 15 is miscredited on back and inner sleeve as "Lost Forever" (which was the B-side of "Storm And Thunder")
16. Song Of The Marching Children (single B-side,1971) (Chris Koerts) - 4:04
17. Thanks For The Love (single A-side,1975) (Chris Koerts/Hans Ziech) - 3:36
18. What Differences Does It Make (single A-side,1976) (Chris Koerts/Hans Ziech) - 3:07
Total Time: 72:02

Musicians:
- Jerney Kaagman / lead vocals 
- Ton van de Kleij / drums 
- Chris Koerts / guitar 
- Gerard Koerts / guitar, keyboards 
- Hans Ziech / bass

Format: mp3 (320 kbps) = 168 mb = Narod

Pesquisar este blog

WORLD