Expandir Player
Mostrando postagens com marcador dalton. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador dalton. Mostrar todas as postagens

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Dalton - Riflessioni: idea d'infinito [1973] - Italy / Itália


O grupo italiano DALTON foi formado em 1972 pelo tecladista Temistocle Reduzzi, Aronne Cereda na guitarra, Alex Chiesa na flauta, Rino Limonta no baixo e Walter "Tati" Locatelli na bateria.

Baseado num teclado Hammond fantástico e numa flauta no melhor estilo lan Anderson, o grupo esbanja romantismo, com letras em italiano, bom gosto a toda prova e músicas sensacionais. Pena que não tenha tido qualquer repercussão comercial quando do lançamento original no ano de 1971, ano, aliás, que pode considerado com um dos mais prolíferos da década em se tratando de Rock and Roll

Quanto ao disco, este tem apenas 27 minutos e 50 segundos e é daqueles que deve ser ouvido num só fôlego, sendo composto de apenas seis faixas. A primeira, "Idea D'lnfinito", já denuncia a qualidade da banda, com destaque para a flauta de Alex e também para os teclados. "Stagione Che Muore" também é uma linda canção, com excelente trabalho instrumental, além do lirismo típico das músicas cantadas em italiano. A terceira é a balada romântica "Cara Emily", que simplesmente arrepia da cabeça aos pés, com destaque para a linda letra, vocal sensacional, cravo, piano e o mágico moog. É daquelas músicas italianas românticas que se misturam a coisas mais populares da época e que se fosse gravada por qualquer músico popular do país, certamente seria um sucesso. 

O lado B começa totalmente radical, com "Riflessioni", ótimo som instrumental. Na sequência, a calma "Un Bambino, Un Uomo, Un Vecchio" e fechando o álbum com chave de ouro temos "Dimensione Lavoro", outra ótima peça com destaque novamente para os tecladista e guitarrista que nos remete ao craque do instrumento Martin Barre. O disco, bem curto, termina e traz a sensação de que poderia ter sido mais extenso. 

Após o lançamento de um single em 1974, "La donna e il bambino", a banda teve uma mudança de formação com Reduzzi e o flautista Alex Chiesa saindo e sendo substituídos pelo tecladista Giancarlo Brambilla e o cantor Massimo Moretti, mas o segundo álbum "Argitari" (um título formado com as iniciais dos nomes dos músicos) de 1975, é considerado por muitos a um nível inferior ao seu debut e é construído principalmente na guitarra acústica. 

O  vinil hoje é uma raridade praticamente impossível de se encontrar. A italiana Vynil Magic lançou uma edição digital no início dos anos 1990 e esta ainda pode ser encontrada. Esta reedição em vinil laranja e com capa dupla, fazendo a cabeça dos colecionadores de Prog Rock, principalmente para quem curte teclados e flautas. 



Tracks:
1. Idea D'Infinito (4:49)
2. Stagione Che Muore (4:20)
3. Cara Emily (4:55)
4. Riflessioni (3:50)
5. Un Bambino, Un Uomo, Un Vecchio (3:35)
6. Dimensione Lavoro (6:42)

Time: 28:11

Musicians:
- Temistocle Reduzzi / piano, organ,mellotron, moog, synth and vocals
- Aronne Cereda / acoustic and electric guitars, vocals
- Rino Lamonta / bass guitar and vocals
- Walter "Tati" Locatelli / drums and vocals
- Alex Chiesa / flute and vocals

Format: flac (tracks + cue) = 193 mb = Mega

Pesquisar este blog

WORLD