Expandir Player
Mostrando postagens com marcador -Austria-. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador -Austria-. Mostrar todas as postagens

sábado, 7 de junho de 2014

Eela Craig - Hats Of Glass [1978] - Austria


2 anos após a obra-prima "One Niter" EELA CRAIG lança esse álbum apaixonante, Em nítido contraste com o seu álbum anterior.  É carregado de uma aura sinfônica. O álbum tem  uma mistura sólida de cores e temas. Variando mais os estilos, mas mesmo assim, é um grande álbum e uma contribuição decisiva no gênero rock sinfônico.

Lançado no início de 1978 (gravado entre agosto e novembro de 1977), após uma pequena alteração na composição do EELA CRAIG: o retorno do vocalista Wil Orthofer, aparentemente porque a banda em que ele estava durante a sua ausência com EELA CRAIG, chamada Ice Planet (uma banda de blues que nunca gravou, e que também contou com dois outros ex-membros do EELA, Heinz Gerstmair e Horst Waber) terminou devido às mortes de dois membros não-EELA CRAIG em dois acidentes de automóvel.

Agora vamos começar com a música. O Funk mais ou menos desapareceu, indo para o Rock Progressivo sinfônico mais convencional do final dos anos 70 . O álbum abre com uma canção improvável: um cover de Chris de Burgh "A Spaceman Came Travelling" (sim, o mesmo cara que gravou o hit "Lady in Red", mas sua carreira remonta a meados dos anos 1970 ). Nesta versão, é claro, é dada o tratamento Prog Rock, com vocoder, sintetizadores e grandes harmonias vocais.

A próxima música é a faixa-título, começa com flauta, antes de ir para guitarras estilo próximo ao Pink Floyd. Depois um noodling eletrônico bizarro, ele emenda em  "Grover's Mill" (mencionada no CD Symphonic Rock, mas não no LP original, mas ela está lá no LP), que é basicamente uma re-gravação de seus single de 1974 "Stories", com letras alteradas, menos Mellotron, e mais sintetizadores de (e o guitarrista Fritz Riedelberger ainda estando nos vocais).

"Chances Are" aponta para o seu álbum seguinte "Missa Universalis", sem os temas religiosos.

"Heaven Sales" é uma peça curta que soa muito anos 70, com letras que parecem criticar os grupos religiosos que afirmam que você não vai para o céu, se você não der-lhes o seu dinheiro (soa muito como aqueles televangelistas gananciosos que você encontra aqui na América).

O ponto alto do álbum, sem dúvida, é "Holstenwall Fair". Tem um ótimo solo de sintetizador, uma jam intensa que é uma reminiscente de "One Niter".

Depois, há a balada "Caught on the Air" (que você só pode encontrar em LP, CD e não na compilação "Symphonic Rock"). É apenas uma balada sentimental, a banda poderia ter usado um canção melhor, pois distoa um pouco do álbum.

A canção final é uma reformulação de seu 1974 single "Cheese" (outro lado do single "Stories"). Desta vez, os vocais são retirados com um belo solo de Moog no meio.

No geral, um excelente álbum.


Tracks:
1. A spaceman came travelling (4:49)
2. Hats of glass (10:25)
3. Chances are (5:26)
4. Heaven sales (2:53)
5. Holstenwall Fair (8:10)
6. Caught on the air (3:52)
7. Remove another hat of glass and you could easily find assorted kinds of Cheese (3:30)
Total Time: 39:05

Musicians:
- Hubert Bognermayr / keyboards, vocals
- Gerhard Englisch / bass
- Frank Hueber / drums
- Alois Janetschko / live mixing
- Will Orthofer / lead & back vocals
- Fritz Riedelberger / guitars, piano, lead vocals
- Hubert Schnauer / keyboards, flute
- Harald Zuschrader / keyboards, flute, guitar

Format: mp3 (320 kbps) = 120 mb = Mega
Format: flac (tracks + cue) = 272 mb = Mega

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Eela Craig - One Niter [1976] - Austria


One Niter é o segundo e mais elogiado disco deste grupo austríaco. Esta obra é basicamente um suave e sombrio progressivo sinfônico "espacial" onde, além de elementos de música clássica, se encontram funk, jazz e um pouco de psicodélico. 

Como ocorre com a maioria dos progressivos sinfônicos mais obscuros, o estilo musical do One Niter não exige muita competência técnica, tende a melodias suaves e se importa mais com os arranjos do grupo como um todo. Como pode ser visto na ficha técnica ao lado, o Eeela Craig possui uma particularidade curiosa: sua formação inclui três tecladistas --- que itilizam diversos aparelhos, como Hammond Organ C3, Mellotron, E-piano..e mais um pianista.

Destaque para a magnífica introdução de "Circles" que nos remete a paisagens atemporais numa viagem fantástica de sons etéreos e sinfônicos ao mesmo tempo, e a faixa segue sendo a melhor do disco apresentando solos de guitarras dignos dos mestres do Rock Progressivo setentista.

Enjoy !!


Track Listing:
1. Circles: (13:59) 
a) The mighty (5:41) 
b) The nude (2:00) 
c) The curse (5:05) 
d) The blessed (1:13) 
2. Loner's rhyme (9:23) 
3. One niter medley: (11:03) 
a) Benedictus (1:54) 
b) Fuge (0:47) 
c) U.A.T (3:17) 
d) Morning (1:47) 
e) One Niter (3:18) 
4. Venezuela (3:30) 
5. Way Down (7:16)
Total Time: 45:11

Line-up:
- Hubert Bognermayr / keyboards, vocals
- Raoul Burnet / congas (2-4) 
- Gerhard Englisch / bass, percussion 
- Frank Hueber / drums, percussion 
- Alois Janetschko / live mixing
- Fritz Riedelberger / guitars, piano, vocals 
- Hubert Schnauer / keyboards, flute
- Harald Zuschrader / keyboards, flute, guitar

Format: flac (cue + log) = 298 mb = Depositfiles 
Format: mp3 (320 kbps) = 105 mb = Narod

Eela Craig - Eela Craig [1971] [REMASTERED WITH BONUS TRACKS] - Austria




Track Listing:
1. New born Child (7:45) 
2. Selfmade Trip (10:29) 
3. A New Way (7:04) 
4. Indra Elegy (11:43) 
5. Irminsul (2:10) 
6. Yggdrasil (3:40) 
7. Stories (4:39) 
8. Cheese (4:38)
Total Time: 52:08

Line-up:
- Horst Waber / drums 
- Harald Zuschrader / organ, flute, guitar, sax 
- Hubert Bognermayer / keyboards 
- Gerhard English / bass 
- Heinz Gerstenmair / guitar, organ, vocals 
- Will Orthofer / vocals, sax

Format: ape (cue + log) = 234 mb = Depositfiles (part 1) / Depositfiles (part 2) / Depositfiles (part 3) / pass = progsounds
Format: mp3 (320 kbps) = 120 mb = Yandex
Format: ape (image + cue) = 222 mb = Torrent

Pesquisar este blog

WORLD