Expandir Player
Mostrando postagens com marcador -Argentina-. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador -Argentina-. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Crucis - Los Delirios Del Mariscal [1977] - Argentina


Segundo e último álbum do Crucis. Assim como o trabalho anterior intitulado simplesmte "Crucis" , este também é excelente! É um pouco mais sinfônico e o preferido da maioria dos ouvintes. Todas as músicas são ótimas, destacando-se a faixa "Los Delirios Del Mariscal", um verdadeiro delírio instrumental,  viagem pura !!!

Totalmente recomendado!!!


Tracks:
1. No Me Separen de Mi (6:06) 
2. Los Delirios del Mariscal (10:10) 
3. Pollo Frito (5:45) 
4. Abismo Terrenal (12:30) 
Total Time: 34:31

Musicians:
- Gustavo Montesano / bass, vocals 
- Anibal Kerpel / organ, Moog, Fender Rhodes, keyboards 
- Pino Marrone / guitar, vocals 
- Gonzalo Farrugia / drums

Format: ape (tracks) (no cue, no log) = 220 mb = yandex / depositfiles / pass = makina
Format: mp3 (320 kbps) = 79 mb = yandex / depositfiles / pass = makina

Crucis - Crucis [1975] - Argentina


Resumidamente, esta banda argentina de Buenos Aires (exceto o baterista que é uruguaio) pode ser descrita assim: Prog Rock Sinfônico + Hard Rock + características sul-americanas = Crucis. Em alguns momentos lembra o grandioso Focus.

Realizaram somente dois álbuns, este é o primeiro. O segundo e último álbum "Los Delirios Del Mariscal" é de 1976. A banda esteve em atividade entre 1974 e 1977. Uma pena, visto que eram ótimos músicos.

As músicas neste álbum são conduzidas pelos teclados (órgão, sintetizadores, fender rhodes piano e etc) com uma sólida base de bateria e baixo, seguidos de uma guitarra inquieta e com solos extraordinários! Os vocais são raros, mas belos e em espanhol. Todas as músicas são boas, destaque para "Determinados Espejos".

Mais um tesouro dos 70's!



Tracks:
1. Todo Tiempo Posible (4:33)
2. Mes (4:54)
3. Corto Amanecer (2:55)
4. La Triste Visi?n del Entierro Propio (5:00)
5. Ir?nico Ser (4:06)
6. Determinados Espejos (6:54)
7. Recluso Artista (6:45)
Total Time: 37:07

Musicians:
- Gustavo Montesano / Bass, lead vocals
- An?bal Kerpel / Hammond organ, Fender Rhodes, Arp Solina string, Moog, piano
- Pino Marrone / Guitars
- Gonzalo Farrugia / Drums, percussion

Format: ape (track , no cue, no log) =  220 mb = Yandex / Depostfiles / pass = progsounds

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Pablo El Enterrador - Pablo El Enterrador [1982] [REMASTERED WITH BONUS TRACKS] - Argentina


Provavelmente o grupo de Progressivo mais sofisticado de origem argentina. Natural da província de Rosário, ele surgiu no início da década de 70, mas só gravaram este álbum (seu primeiro trabalho) em 1983, já com a mais conhecida formação. Eles combinam uma refinada influência clássica com folk, rock e pitadas de jazz, tudo isto sempre delineado por uma melodia arrebatadora. Os arranjos com dois teclados dialogam perfeitamente complementando as belas passagens de guitarra e voz.

Suas letras possuem caráter político, fruto dos anos de repressão da ditadura militar que dominou o país de 76 a 83, e ganham maior intensidade na bela voz de Blanc.

Em "Carrousell De La Vieja Idiotez' percebe-se forte influência do Genesis de Peter Gabriel e Steve Hackett com os vocais se sobrepondo às texturas acústicas da guitarra, que também ajuda a criar novos climas e transições harmônicas com solos bastante criativos.

"Elefante De Papel', apesar de ter um refrão que se repete com mais frequência (lembrando muito algumas melodias do Milton Nascimento, entretanto com interpretação bem distinta) é um miniclássico, e foi o maior sucesso do álbum à época de seu lançamento.


"Quien Gira y Quien Suena' se aproxima mais do estilo Genesis do álbum "Trespass", próximo à “Vision of Angels”, com um belo coral no meio da faixa.

"Ilusión En Siete Octavos' é uma faixa instrumental com várias quebras de ritmo e toques de fusion.

"Accionista" é um pouco mais comercial, ao estilo de Alan Parsons Project.

"Dentro Del Corral" tem bastante influência de Jethro Tull, tanto nas quebras de ritmo quanto nos riffs da guitarra.

"Espiritu Esfumado" tem um belo arranjo de sintetizador e piano que nos lembra Tony Banks.

"La Herancia de Pablo" é uma música instrumental essencialmente montada sobre bases de teclado que nos remete à fase de Wakeman no YES.

Com certeza este é um dos melhores álbuns de progrock da américa latina.

Uma curiosidade: O nome do grupo é uma referência ao coveiro de um cemitério de indigentes localizado próximo à Rosário.


Track Listing:
1. Carrousell de La Vieja Idiotez (5:40)
2. Elefantes de Papel (5:06)
3. Quien Gira y Quien Sue?a (5:45)
4. Ilusion En Siete Octavos (4:51)
5. Accionista (3:17)
6. Dentro del Corral (6:03)
7. Espiritu Esfumado (3:53)
8. La Herencia de Pablo (7:17)
Bonus Tracks
9. Celeste Cielo (3:44)
10. Bananas (3:04)
11. Se tu Payaso (5:51)
12. Los Juegos del Hombre (4:52)
Total Time: 55:10

Line-up:
- Jorge Antun / Oberheim OBX synth, Hammond organ 
- Marcelo Sali / drums 
- Jose Maria Blanc / electric & acoustic guitar, bass, vocals 
- Omar Lopez / Yamaha CP 70 electric piano, ARP pro synth, Minimoog synth

Format: flac (image + cue) = 351 mb = Torrent
Format: mp3 (320 kbps) = 169 mb = Yandex / pass = progsounds

sábado, 26 de abril de 2014

MIA - Cornonstipicum [1978] [REMASTERED WITH BONUS TRACKS] - Argentina


O MIA((Músicos Independientes Asociados) é um grupo de instrumentistas argentinos baseado nos irmãos Lito e Lilina Vitalle mais outros músicos reunidos com o auxílio dos pais dos irmãos. É um grupo de progressivo sinfônico do final dos anos 70 e produziu basicamente álbuns instrumentais. Lançou três álbuns de estúdio e um ao vivo. Este, Cornonstipicum, é o terceiro e mais aclamado disco da banda.

A música da banda basicamente gira mais em volta dos teclados de Lito, mas todos os intrumentos contribuem para a formação de melodias inesquecíveis: guitarras com timbres muito bonitos, bateria simples, mas eficiente, flautas e um pouco mais. O grande destaque fica pela suíte de mesmo nome do disco, 17 minutos de uma viagem, com momentos sinfônicos, muitas quebras e com direito a algumas passagens mais avant.

"La coronación del farre", a primeira música do disco da o tom para o restante do álbum, uma música muito bonita, começa lenta e vai crescendo até uma explosão com flautas, num clímax que se perpetua até o final. Muito bom!

"Imagen III", a segunda faixa tem um clima mais oriental e intimista.

"Crifana Y Tamílstenes", por ser mais longa, dá mais chance para a banda liberar seu potencial. Uma música mais energética, e pela primeira vez no álbum há a incursão do coral, dando uma nova dimensão ao conjunto.

As duas próximas músicas funcionam como ponte para a suíte do disco. "Las persianas" é uma música que se centra nos vocais meio esquisitos, e apesar de curta, não deixa de marcar presença. 

"Piedras de Color" é basicamente um solo de Piano.

Então chegamos ao grande momento do disco, a suíte "Cornonstipicum". Ela já começa, diferente do que geralmente ocorre com músicas compridas, num ritmo frenético, com uma bateria mais presente e depois passa para uma passagem de violão. A música inteira é uma grande viagem, e tem tal fluidez que você nem percebe o tempo se passando. A guitarra faz um trabalho muito bonito em algumas passagem. Mais pros últimos minutos, ocorre uma quebrada e se instaura um ritmo mais avant, com passagens mais quebradas e um vocal menos encantador. No final, a música termina como começa, num ritmo bastante agitado. 

Já as músicas bônus vem do álbum ao vivo "Conciertos", são basicamentes músicas em violão, mas muito bonitas. Se por um lado a sonoridade desvia um pouco da proposta do disco, por outro mantém-se a beleza das composições. Destaque para a primeira bônus. A última faixa já é uma música com o grupo, lembra um pouco música mais regional, me lembra mais uma vez algo pro lado mais avant.

Em suma, Cornonstipicum é um disco para quem gosta de progressivo sinfônico, belas melodias e uma música bem executada.

Release / Label:
Belle Antique ‎– BELLE 9478 - Japan, 199

Tracklist: 
1. La coronación del farre - 4:20 
2. Imagen III - 4:53 
3. Crifana Y Tamílstenes - 7:43 
4. Las persianas no - 0:45 
5. Piedras de color - 2:02 
6. Cornonstipicum - 17:34 
Bonus Tracks:
7. Melusina - 7:24 * 
8. Joe pirata - 2:56 * 
9. Iridio puro - 1:48 * 
10. La caja del viento - 4:35 * 
11. Los gatos de Zully - 5:37 * 
* Bonus tracks extraídos del album "Conciertos", grabado en vivo en el teatro Santa Marta en 1978 
Total Time: 59:37

Line-up:
- Lito Vitale / Piano, organ, synthesizer, mellotron, accordion, clavinet, celeste, percussion, vocals 
- Liliana Vitale / Drums, bass, celeste, recorder, contralto recorder, percussion, vocals 
- Daniel Curto / Electirc & acoustic guitar, bass, flute, contrabass, organ, mellotron, percussion 
- Alberto Muñoz / Electric & acoustic guitar, bass, vocals 
- Nono Belvis / Bass, electric guitar, percussion 
- Emilio Rivoira / Tenor sax, chorus 
- Kike Sanzol / Drums 

Format: Flac (image + cue) = 354 Mb = Mega
Format: mp3 (320 kpbs) = 153 mb = Mega / pass = progfriends

Pesquisar este blog

WORLD