segunda-feira, 27 de julho de 2015

Renaissance - Ashes Are Burning [1973] - United Kingdom / Reino Unido


No segundo álbum do Renaissance guiado pela voz de Annie Haslam e o poderoso baixo de John Tout, o som de fusão Folk/Sinfônico começa a tomar forma em sua visão artística. A auto-confiança, possivelmente, se revela através da capa gatefold, retratando poderosamente os músicos que trabalham com as composições de Betty Thatcher e o guitarrista Michael Dunford.

A faixa de abertura "Can you Understand" é realmente um belo mergulho por síntese atrativo da música Folk e Rock Sinfônico emulando filosofias de Música Clássica com poderosa ênfase. Algumas das seções de coro e passagens instrumentais eslavas aqui lembram algumas expressões idiomáticas familiares das obras de compositores clássicos russos. A composição principal acústica mellow é envolvida em torno de uma esfera de circular dinâmica alimentada pelo piano de cauda e o baixo Rickenbacker. 

"Let it Grow" é então, uma doce balada básica, com foco na configuração de cantor e piano, acompanhado pela guitarra acústica e seção rítmica. 

"On The Frontier", é uma peça acústica bonita para harmonias multivocais, com alguns arranjos espirituosos dentro da canção simples. Algumas dessas manobras dão fortes sentidos de déjà vu de "The Yes Album", moldadas no entanto a própria música clássica desta banda dirigida língua tonal. 

"Carpet Of The Sun" tem uma memorável melodia, baseando-se poderosamente nos vocais de Annie, e envolvimento em torno de acompanhamentos orquestrais, é uma charmosa canção. 

"At The Harbour" é uma composição ambiciosa atingindo uma atmosfera requintada, com progressões de piano na introdução, levando à adoção de desempenho maravilhoso de Annie para as teias de guitarra acústica. A canção tem como objetivo humores etéreos, e permanece sobre a mesa giratória com calma, sem estourar a tensões dinâmicas. 

O álbum conclui com a magistral "Ashes Are Burning", subindo suavemente com o som do vento. as melodias mudam entre tons maiores e menores, e os dois temas, desde o início levam a ascendente virtuosismo instrumental, criando uma passagem emocional sofisticada de piano,  cravo e o ritmo, e também dramático com o sintetizador sobre camadas brilhantes de percussões. O solo de guitarra elétrica é também característica rara para esse grupo, e é poderosamente notável das instrumentações acústicas e clássicas. A versão de estúdio desaparece para o vazio, deixando o final arranjado e a interpretação ainda mais épica para os palcos.

Junto com a impressionante jóia de 1975 "Scheherazade and the Other Stories", "Ashes are Burning" permanece como uma obra clássica do Renaissance. Uma verdadeira obra-prima sobre a força de "At The Harbour", "Can You Understand", e "Ashes are Burning".


Tracks:
1. Can you understand (9:49)
2. Let it grow (4:15)
3. On the frontier (4:53)
4. Carpet of the sun (3:31)
5. At the harbour (6:50)
6. Ashes are burning (11:24)
Time: 40:42

Musicians:
- Jon Camp / bass, vocals
- Annie Haslam / lead vocals
- Terrence Sullivan / drums, percussion, backing vocals
- John Tout / keyboards, backing vocals
- Michael Dunford / acoustic guitars
+
Guest:
- Andy Powell / guitar solo (6)

Format: mp3 (320 kbps) = 95 mb

Um comentário:

Comente e Participe

Pesquisar este blog

WORLD