quinta-feira, 30 de julho de 2015

Pallas - The Cross and the Crucible [2001] - United Kingdom / Reino Unido


Para aqueles de vocês que amam Neo Progressivo, o álbum vai lhes cair muito bem. Tem todos os componentes típicos do estilo: melódico, algumas vezes suave, estrutura simples e composições com mudanças de tempo.

Eu considero este álbum excelente e ainda é consistente na veia de Neo Prog desde  o início da banda, mesmo que o frontman tenha mudado para Alan Reed. Musicalmente, eles têm sido mais maduros especialmente com este álbum. O único problema que eu tive em primeira audição foi a longa duração da música silenciosa da primeira faixa "The Big Bang". Simplesmente não entendo! O que a banda está tentando alcançar, na verdade? Eu não tenho certeza. A faixa-título "The Cross and the Crucible" tem um período de silêncio, bem como no início (cerca de 1 minuto) com nenhum valor. Mas quando se tiver passado um minuto BOOM música! Essa faixa é maravilhosa! É atmosférica e melódica.

A terceira faixa "For The Greater Glory" tem uma parte um pouco chata no início da música; é uma melodia tão simplista. Felizmente, com o tempo passa e a música cresce a uma composição mais complexa, com a inclusão do tipo de World Music no meio da pista. Faz-me lembrar a música de Peter Gabriel. "Who's To Blame" é totalmente Prog Music com uma guitarra acústica abrindo a faixa. É bem agradável.

"The Blinding Darkness Of Science" é uma grande faixa com uma música ambiente na sua introdução e a música flui quando todos os instrumentos são tocados, a transição é muito boa. Eu gosto do riff de guitarra no fundo (similar ao tipo de estilo de IQ de Mike Holmes). É uma faixa melódica, simples e memorável. O interlúdio com solo de guitarra é impressionante.

"Towers Of Babble" é outra grande faixa com (novamente) introdução de guitarra acústica. Ela tem um arranjo coros agradável e toque de Música Clássica no meio da pista e alguma pequena influência do estilo de Pink Floyd. É uma faixa atmosférica, impressionante com solo de teclado/órgão, que lembra-me Rick Wakeman, tocado em uma forma simples. É muito boa mesmo.

As três faixas restantes são habilmente "desenhadas" proporcionando uma verdadeira aula de Neo Progressivo.

Altamente recomendado. Tem fortes composições, excelente melodia, excelente musicalidade sem ter de demonstrar como cada membro é habilidoso.

Tracks:
1. The Big Bang (3:07)
2. The Cross And The Crucible (9:05)
3. For The Greater Glory (7:38)
4. Who's To Blame (4:43)
5. The Blinding Darkness Of Science (6:46)
6. Towers Of Babble (8:09)
7. Generations (6:05)
8. Midas Touch (11:11)
9. Celebration! (7:22)
Time: 63:40

Musicians:
- Alan Reed / vocals
- Niall Mathewson / guitars
- Ronnie Brown / keyboards
- Graeme Murray / bass
- Colin Prazer / drums

Format: flac (image) = 393 mb
Format: mp3 (320 kbps) = 145 mb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Participe

Pesquisar este blog

WORLD