Expandir Player

sábado, 11 de julho de 2015

Anyone's Daughter - In Blau [1982] - Alemanha / Germany



Estimulado pelo sucesso comercial de seu disco ao vivo, "Piktors Verwandlungen", e pelo seu primeiro uso de vocais nativos, o Anyone's Daughter veio a adotar o alemão para seus dois próximos álbuns. Eles também resolveram compor algumas canções de fácil aceitação (algumas bem comerciais). Isto poderia ter sido um grande erro em outras mãos, mas o AD tem um som definível independentemente da abordagem, e sua atenção aos detalhes nos arranjos, melodias e vocais que lhes permite definir a sua marca registrada.

Para ilustrar a sua proeficiência e versatilidade, basta ouvir as primeiras duas faixas,"Sonnenzeichen - Feuerzeichen", com seu pesado baixo e guitarras secas, seguida da acústica celtica "Fur ein kleines Mädchen". Além de pressagiando o Neu Deutsch Welle em que cada vez mais bandas teutônicas cantavam em sua língua materna, o AD deve ter ouvido ritmos globais, bem como evidenciado nas batidas de "Nichts für mich", que apresenta uma mudança de ritmo deliciosamente jazzy e compensações acentuadamente "educadas" entre Karpa e Ullmer. Em seguida, uma seção bluesy com grande quantidade de órgãos prevalece, eventualmente coberto pelos melhores licks de Karpa. Finalmente, a canção retorna às suas origens suaves e uma reprise da melodia vocal antes desaparecendo. Embora uma modesta trilha de 6:30, é um exemplo de como a banda pode explorar um espaço relativamente curto.

"Nach diesem Tag" aponta para a direção Prog-Pop digna em que a banda estava indo, e as características vocais de Bareth acariciando sobre tambores suaves e o piano elétrico. Mesmo aqui eles conseguem incluir um solo de guitarra bem desenvolvido e algumas harmonias suaves. "La la" é uma faixa sem palavras empolgante com órgão e sintetizadores ainda melódicos mais agressivos em meio as pronúncias de Bareth sobre o título. Foi particularmente adequado para seus shows ao vivo, mas funciona bem como um interlúdio de alta energia entre os processos geralmente de ritmo mais lento. "Sonne" é mais um número acústico cristalino com sentimento.

O álbum termina com uma trilha que deve agradar bastante aos amantes do Prog - a tripartite "Tanz und Todd", e os três segmentos não poderiam ser mais diferentes, do Genesis Prog Pop tecnicamente brilhante para o piano solo a la Keith Emerson a seção narrada e o finale digno de Mike Oldfield

"In Blau" pode não ser um CD perfeito, mas o seu equilíbrio de técnica e emoção é rara no Prog Rock, e é o que o médico receitou para os "Blues".


Tracks:
1. Sonnenzeichen - Feuerzeichen (5:19) 
2. Fur ein kleines Mädchen (5:23) 
3. Nichts fur mich (6:33) 
4. Nach diesem Tag (4:08) 
5. La la (3:17) 
6. Sonne (4:45) 
7. Tanz und Tod (15:11)
Time: 44:10

Musicians:
- Harald Bareth / bass, lead vocals, voice 
- Uwe Karpa / acoustic & electric guitars 
- Peter Schmidt / drums, percussion 
- Matthias Ulmer / keyboards, vocals

Format: flac (tracks) = 283 mb = Mega
Format: mp3 (320 knps) = 108 mb = Mega

2 comentários:

  1. Ao descompactar está informado que senha errada (progfriends) ou arquivo corrompido.

    ResponderExcluir
  2. Vendo posts mais recentes vi qual é a senha.

    Disco bom!!!

    ResponderExcluir

Comente e Participe

Pesquisar este blog

WORLD